21 de maio de 2010

Voos em Língua Portuguesa


“Voos em Língua Portuguesa” é uma iniciativa de incentivo à leitura organizada por três amigas que trabalham já há algum tempo com as tecnologias na educação: uma de Portugal, a Emília, uma da França, a Isabel, e uma do Brasil, a que escreve.
O trabalho gira em torno da leitura de obras de autores brasileiros, portugueses, angolanos e moçambicanos e da realização de atividades diversificadas por eles inspiradas que são publicadas no blog Voos em LP. Dentre estas atividades estão, trabalhos manuais, produção de audiovisual, troca de experiências entre os participantes, encontros virtuais e presenciais com os autores e com a ajuda de Fábio Sombra, um dos escritores estudados, a produção de pelejas internacionais.
Reproduzo nesta postagem por meio da escrita, mas em breve, graças às tecnologias, por meio da música, gravada em vídeo por crianças portuguesas, brasileiras e francesas.


Peleja com Fábio Sombra


Minha mesa é bem mais farta
Do que a sua, meu irmão:
Nela tenho carne e leite
Azeitonas, macarrão
Tenho uvas, chocolate,
E uma torta de limão.

Pois eu digo que sua mesa
Não é farta como a minha:
Pois na minha tenho doces
Ovos, queijos e galinha
Tenho sopa de legumes
Bom azeite e até sardinha.

(Fábio Sombra, escritor brasileiro)

Minha mesa é bem mais farta
Do que a sua, meu irmão:
Tem um belo bacalhau
Cozido no caldeirão
Bem regado com azeite
E um bom vinho da região.

(turma E do 6.º ano da Escola E. B. 2, 3 Dr. Carlos Pinto Ferreira, Junqueira, Vila do Conde, 24 de Março de 2010)

Pois eu digo que a sua mesa
Não é farta como a minha:
Da Amazônia tropical
Até o Sul da minha terrinha
A fartura é tão variada
Que você nem adivinha

(Turma do 4.º ano da Escola Guido Marlière, Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 27 de Março de 2010)

Minha mesa é bem mais farta
Do que a sua, meu irmão:
E com a nossa raclette
E uma baguete na mão
E um bom vinho de Bordéus
Ninguém passa à frente, não!

(turma do 8º ano da Secção Portuguesa do LI/França, 2 de Abril de 2010)

Pois eu digo que a sua mesa
Não é farta como a minha:
Se no Brasil há fartura
Em Portugal há canjinha
E se em França tem raclette
Nós temos a “francesinha”!

(turma E do 6.º ano da Escola E. B. 2, 3 Dr. Carlos Pinto Ferreira, Junqueira, Vila do Conde, 12 de Abril de 2010)

Minha mesa é bem mais farta
Do que a sua, meu irmão:
Aqui temos feijoada
E a pinga com limão
Com um molho de tomate
Está feito o macarrão

(Turma do 4.º ano da Escola Guido Marlière, Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 14 de Abril de 2010)

Pois eu digo que a sua mesa
Não é farta como a minha:
Aqui há queijo à vontade,
Roquefort na barriguinha,
Camembert, Beaufort et Bleu
Nunca sem boa pinguinha!

(Turma do 7° ano da Secção Portuguesa do Liceu Internacional, França, 16 de Abril de 2010)

Minha mesa é bem mais farta
Do que a sua, meu irmão:
Como prato especial,
Apresentamos leitão
Com laranja acompanhado.
E por fim, um bom melão!

(turma E do 6.º ano da Escola E. B. 2, 3 Dr. Carlos Pinto Ferreira, Junqueira, Vila do Conde, 19 de Abril de 2010)

Pois eu digo que a sua mesa
Não é farta como a minha:
Temos suco de morango
E no prato uma coxinha
Pra fartura ser completa
Nós tomamos uma sopinha

(Turma do 4.º ano da Escola Guido Marlière, Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 21 de Abril de 2010)

Minha mesa é bem mais farta
Do que a sua, meu irmão:
Temos muitos caracóis
O foie gras é bom no pão
Com boas pernas de rã
E com Champanhe na mão!

(Turma do 4.º ano da Secção Portuguesa do Liceu Internacional, França, 5 de Maio de 2010)

Pois eu digo que a sua mesa
Não é farta como a minha:
Tem aí a “rojoada”
Com os grelos da hortinha.
Mas que bela refeição
Preparada na cozinha!

(turma E do 6.º ano da Escola E. B. 2, 3 Dr. Carlos Pinto Ferreira, Junqueira, Vila do Conde, 7 de Maio de 2010)

Minha mesa é bem mais farta
Do que a sua, meu irmão:
Temos frango com quiabo,
Gostoso angu e feijão
Goiabada com queijo
É douçura de montão.

(Turma do 4.º ano da Escola Guido Marlière, Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 10 de Maio de 2010)

Pois eu digo que a sua mesa
Não é farta como a minha:
Os do 6° a ganhar
Com cordon bleu na boquinha
O macarron vem depois
Duma quiche redondinha

(Turma do 6.º ano da Secção Portuguesa do Liceu Internacional, França, 12 de Maio de 2010)

Meus amigos, trovadores,
Fábio Sombra vai falar:
Quero agradecer a todos
Por este espetacular
Duelo cantado em rimas
Que ao final vemos chegar.

Três países competindo
Brasil, França e Portugal
Três países e uma língua
Num torneio original
De uma tradição antiga
E de origem medieval.

O assunto era comida,
Alimentos, comilança,
Iguarias portuguesas
Competindo com as de França
E com pratos brasileiros
Se juntando a esta dança.

Vencedores não tivemos
Pois todos merecem a glória
Três países de poetas
Igualados na vitória
Unidos pela poesia
Trovando e fazendo história! (Fábio Sombra)

Um comentário:

Adriana Karnal disse...

Essas iniciativas são tão importantes para a educação...os alunos e os professores aprendem mais! q bom q vc faz parte disso e pode nos mstrar aqui.