5 de novembro de 2008

Hoje é Dia de Cecília

Hoje ainda não é dia de Cecília. O combinado da blogagem coletiva é para o próximo dia 7. Como não poderei fazê-lo neste dia adianto minha contribuição a esta tão merecida homenagem, iniciativa de minha querida amiga e blogueira Leonor Cordeiro.

Photobucket


Ou Isto ou Aquilo

Ou se tem chuva e não se tem sol
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo em dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo. . .
e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranqüilo.

Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.


Cecília Meireles

13 comentários:

Vera Coltacci disse...

Olá, Andrea! Por favor, você poderia responder uma pesquisa? Curso pós em Design Instrucional pela UFJF e esta pesquisa faz parte de uma das disciplinas. Muito obrigada!

Mikasmi disse...

Bonito e verdadeiro Ou uma coisa ou outra as duas às vezes não dá.

Abraços

EternaApaixonada disse...

*****

Hoje não farei nada mais que navegar pelos lindos mares e deleitar-me com as homenagens prestadas à querida poetisa!
Parabéns pelo lindo post! Linda escolha que tanto exprime a obra de Cecília Meireles!
Grande abraço.

*****

Su disse...

Eu adoro esse poema cheio de dualidades, a vontade de está em todos os lugares, de fazer tudo ao mesmo tempo.. uma vontade de viver!!
Mesmo sem entender o que é bom, ela sempre vivia...
Lindo poema!!!
Beijos

Meire disse...

Lindo lindo este poema.
Bela participaçao, deixo aqui para voce:

R E T R A T O

Eu nao tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tao vazios,
nem o labio amargo.

Eu nao tinha estas maos sem força,
tao paradas e frias e mortas;
eu nao tinha este coraçao que nem se mostra.
Eu nao dei por esta mudança,
tao simples, tao certa, tao facil:
- Em que espelho ficou perdida
a minha face?

Cecilia Meireles

Adri disse...

Passando para espiar sua postagem... bela homenagem a Cecília Meireles, parabéns...

Vanessa disse...

Um texto simples , até mesmo infantil e tão profundo e verdadeiro não é mesmo. Cheio, repleto de poética.

Bela participação, prazer em conhecer seu blog.

Alma Poeta disse...

Visitando os blogs participantes da blogagem cheguei aqui no seu cantinho e devo dizer que adorei seu post. Belo poema escolhido minha amiga!
A blogosfera hoje está perfumada! Parabéns.
Serena.

Denise BC disse...

Olá,Andrea
Lindo tributo.
Bjs

Anny disse...

Andréia:
Parabéns pela ecolha do poema. Muito lindo.

Estou visitando os blogs que pareiciparam da blogagem de hoje.

Leonor Cordeiro disse...

Minha querida Andrea,

Você acredita que eu que já não estava muito bem de saúde antes do dia da blogagem, logo no dia 7 piorei e fiquei muito mal? rsrsrs
Que coisa !
A festa foi linda por causa da participação de todos. Passamos dos 160 blogs inscritos. Uma belezura !!!!
Ainda estou me recuperando, visitando os blogs bem devagarinho. rsrsrs
Quero mais uma vez deixar o meu agradecimento por você sempre estar presente nos meus blogs, nos e-mails, nas dicas, uma amiga de verdade !
Obrigada por tudo !
Grrrrrraaaaaaaaannnde abraço!

Aparecida Ferreira disse...

Estou visitando os blogs participantes de HOJE É DIA DE CECÍLIA - ADENTRANDO NO MUNDO MARAVILHOSO DESSA GRANDE POETA!
Também participei.

Abraços,
Aparecida

Andrea Toledo disse...

Agradeço imensamente a todos pela visita e pelos gentis comentários. Participar da homenagem a nossa querida foi uma grande honra e um especial prazer.

Andrea Toledo